Em gestão corrente ...como o País...

Novembro 01 2009

 

   Neste patusco país existem umas coisas chamadas Regiões de Turismo (RT).

   Só no continente existem 11 (que substituem as anteriores 20!).

   Aqui, na minha zona, impera a RT de Lisboa e Vale do Tejo que abrange quase todos os concelhos dos distritos de Santarém, Setúbal e Lisboa.

   Era suposto que esta RT se dedicasse a promover o turismo na região, divulgando e tornando atractiva a deslocação de turistas nacionais e estrangeiros às belezas naturais, patrimoniais, culturais, históricas e gastronómicas de uma região tão vasta como esta.

   Mentira!!!

   A RT recebe cerca de 3 milhões e 800 mil € como financiamento da administração central, mas gasta mais de 2 milhões e 700 mil € em pessoal e estruturas!!!

   Fica menos de 1/3 do orçamento para exercer as suas funções!!!

   Brilhante instituição esta que serve apenas para se auto-alimentar!

   Não admira, pelas remunerações praticadas, que dois presidentes de câmara em perigo de perder as eleições (Rosa do Céu - Alpiarça - PS e David Catarino - Ourém - PSD) tivessem abandonado, antes de finalizarem os seus mandatos, as suas funções, para ocuparem a presidência e a vice-presidência desta inutilidade burocrática!

   Bloco Central em todo o seu esplendor de "Jobs for Boys".

   E nós a pagarmos impostos!

   Haja Deus!

 


  


Dezembro 02 2008

(ou de como as cabeças bem pensantes da esquerda "intelectual" estão cada vez mais ridículas)

     

   Com a devida vénia ao "31 da Armada":

       

     

e ainda dizem que não faz falta

José Sá Fernandes propôs, a semana passada, um "corredor pedonal e ciclável na terceira travessia do Tejo". No texto da proposta Sá Fernandes lamenta que as actuais pontes não tenham uma ciclovia. É, de facto, injusto que os almandenses não possam vir de bicicleta para Lisboa. O facto da ponte sobre o Tejo estar a 70 metros de altura e só um pormenor. É verdade que, em dias de algum vento, a travessia é proibida a motas com menos de 125cc. Mas isso não é nada que não se resolvesse com um pouco de lastro nas bicicletas.

E se os políticos de outros tempos tivessem a visão de Sá Fernandes teriam permitido que os almadenses fizessem a viagem para Lisboa de bicicleta na ponte Vasco da Gama. São só 17 quilómetros. O suficiente para o triatlo.  

Seja como for a ideia de permitir ciclistas na nova ponte Chelas-Barreiro é mais uma inovação digna de registo. É o Zé no seu melhor. Seis ou sete quilómetros a mais de quarenta metros de altura.  Vamos a isso Zé. Tu vais à frente.

 

publicado por Rodrigo Moita de Deus às 14:30

 


Julho 17 2007

    

   O grande vencedor: a abstenção - 62%.

   Se alguém pensava que os eleitores são tontos, desengane-se; perante o circo dos últimos 2 anos e face àqueles candidatos os alfacinhas fizeram o que tinham a fazer: alhearam-se e deixaram-nos a falar sózinhos!

   

   O grande derrotado: o PSD de Marques Mendes e de Paula Teixeira da Cruz.

   Incapaz de convencer e mobilizar alguém com perfil credível e ganhador, utilizou o que estava à mão: um magistrado prestigiado mas um homem de gabinete, sem experiência politica relevante, sem conhecimento dos problemas da cidade e sem tempo para se preparar e estudar os dossiers (foi patética a constante troca de siglas e o desconhecimento do que elas significavam); fica a simpatia pela pessoa que não merecia ficar associada à maior derrota eleitoral do PSD nos mais de 30 anos de regime democrático!

      

   A grande implosão: o PP de Paulo Portas que obteve um resultado eleitoral semelhante ao do seu ex-amigo Manuel Monteiro, esse títere que ele utilizou, há anos para se apoderar do CDS e transformá-lo na ninharia politica que hoje é.

    

   O folclore do costume: a rigida solidez do PC e dos seus 2 vereadores e o circo do BE, agora designado pelo Grão-Mestre do Trotsquismo como "socialistas de esquerda".

     

   A grande desilusão: António Costa e o PS.

   Vice-Primeiro Ministro de um governo de maioria absoluta, putativo candidato à liderança post-socrática, cultivando a aparência de quem tem os dossiers estudados e sob controlo, não conseguiu apresentar uma única ideia, quedando-se no folclore dos passeios de bicicleta e para tudo respondia com cândida inocência que faria um jardim! Até do aeroporto da Portela!!!

    

 


 


mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO