Em gestão corrente ...como o País...

Julho 15 2008

   Via "Corte na Aldeia", um poema de Eugénio de Andrade

Sabor a barcos e bruma

 




Procura a maravilha.

Onde um beijo sabe
a barcos e bruma.

No brilho redondo
e jovem dos joelhos.

Na noite inclinada
de melancolia.

Procura.

Procura a maravilha.



Eugénio de Andrade

 

 


 


Julho 14 2008

    

  

Este é um castelo especial

porque foi à sua sombra

que nasceu e viveu até aos 3 anos

a Fernanda

minha mulher de há quase 40 anos

    


 


Julho 13 2008
Rugas - Pedro Barroso

 

 

Se ficasses para sempre

nos olhos que em ti medi

naquele balouçar

de vestal e puta eternamente

serias o sonho prolongado

que não há

Mas os anos amiga

os anos que passaram

fizeram de borracha a tua pele

e o desespero das rugas

enfeitou o teu rosto

num rasgo de ti mesma

E desdobras-te em cascatas de gestos

em busca do que foste

sem saber

e há qualquer coisa de injusto em tudo isso

porque os meus olhos são da mesma idade

E o tempo

esse carrasco lento

fez de nós uma referência

uma memória esconsa do que fomos

E hoje são talvez as tuas filhas

quem desdobrou de ti o alçamento

a graça de garça

e o altar de espanto

Mas tu amiga

aqueles teus seios de mármore

que eu mordi de amante

esses roubaram-mos de inveja

o tempo e a lonjura

Por isso recuso ver-te hoje

sem ser nessa memória

Dizem que é assim

isto de viver

mas há tudo de cru, injusto e triste

nessa amargura

porque a beleza extrema

nunca houvera de morrer

E tudo o que me estrago

a mim não magoa

que eu nunca contei muito

para o belo que me deste

Sempre vou ser isto

mais coisa menos coisa

cada vez mais velho e mais agreste

Mas tu tinhas direito à eternidade

o teu rosto o teu corpo as tuas mãos

moram para mim ainda e sempre

na ideia em que te guardo

e há qualquer coisa de injusto em tudo isto

porque os meus olhos são da mesma idade

    


 


Julho 13 2008

         

Estas são a últimas casas e o último rochedo português,

junto da fronteira de Marvão.

 

    

Este é o primeiro rochedo espanhol,

menos de 1 km de distância.

       

   

Pois bem:

em menos de 1 km

a gasolina 95 passa de 1,533 para 1,251 €

(56$40 de diferença por litro)

e o gasóleo de 1,432 para 1,309 €

(24$60 de diferença por litro).

Num depósito de 60 L você poupa:

1.576$00 em gasóleo ou 3.384$ em gasolina.

Só quem não poder ou for louco é que se abastece em Portugal!!

E já agora:

a botija de gás, em Espanha, é metade do preço!!!

 


 


Julho 13 2008

                         

 

    

Uma interessantissíma casa de granito

no centro histórico de Trancoso.

Teria sido uma casa de judeus

e ostenta na fachada

vários elementos magnificamente esculpidos:

um leão, as portas de uma cidade e algumas figuras alegóricas.

A não perder!

(A visita a Trancoso e a esta casa!)

      


 


Julho 13 2008

  

   Já que hoje é domingo, um lugar de estacionamento para o Sr. Pároco (em Trancoso)!

       

 

   


 

emgestaocorrente às 11:18

Julho 13 2008

     

   Em Trancoso deparei com esta magniíca porta, onde, na cantaria, existe esta original figura de um cavaleiro lutando com um jacaré. Lindo!

 

 

                       


 

emgestaocorrente às 11:03

Julho 13 2008

Para ler e pensar:

Fim de um modelo *

Publicado por CAA em 16 Junho, 2008

                   

Esta é uma crise de várias crises que confluíram num mesmo momento.
   Sobretudo na Europa, o modelo que predomina ainda é o Estado Providência – os poderes públicos intervêm nas actividades dos cidadãos, moldando-as aos objectivos estatais e tentam promover amplos benefícios sociais concedidos por um aparelho administrativo agigantado, tudo suportado através do pagamento de impostos.

   Por exemplo, mais de metade da riqueza produzida em Portugal serve para pagar a máquina do Estado.

   E os auxílios sociais aumentam enquanto diminui o número de contribuintes – logo, os impostos estão numa irracional espiral de crescimento de que não se consegue ver o fim.
   Abundam as interpretações simplistas de que estamos perante uma crise do chamado neoliberalismo – só que não é esse modelo que está em vigor.

   Esta é a crise da lógica governativa que está em toda a parte: o Estado Social, agora mais merecedor do nome de Estado Tributário.
  O ‘politicamente correcto’ agita o papão de um liberalismo que não existe com o objectivo insidioso de camuflar as ineptidões do ‘Estado Papá/Mamã(**) que se esboroa diante dos nossos olhos.

            

* HERESIAS, Correio da Manhã, 15.VI.2008

** Essa expressão é da autoria de José Manuel Moreira


 


Julho 13 2008

   E que melhor maneira de regressar do que com um poema de Vinicius de Moraes?  (Via "Corte na Aldeia" )

Deve andar perto uma mulher

 






















 

 

 

 

 


 

São demais os perigos desta vida pra quem tem paixão
Principalmente quando uma lua chega de repente
E se deixa no céu, como esquecida
E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma musica qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher
Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer de tão perfeita
Uma mulher que é como a própria lua:
Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua
 

Vinicius de Moraes


 


Julho 13 2008

  

   Afazeres profissionais, famiiares, pessoais (e alguma preguiça...!) provocaram uma interrupção de quase 2 meses neste blogue.

   Agradeço a todos os leitores a paciência que tiveram em frequentar o blogue mesmo sem posts novos.

   Obrigado, e vamos ao trabalho!

emgestaocorrente às 10:22

mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

18

20
22
23
24
26

28
29
30


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO