Em gestão corrente ...como o País...

Março 21 2007

            

Amor é um fogo que arde sem se ver,

é ferida que dói, e não se sente;

é um contentamento descontente,

é dor que desatina sem doer.

            

É um querer mais que bem querer;

é um andar solitário entre a gente;

é nunca contentar-se de contente;

é um cuidar que ganha em se perder.

        

É querer estar preso por vontade;

é servir a quem vence, o vencedor;

é ter com quem nos mata, lealdade.

    

Mas como causar pode seu favor

nos corações humanos amizade,

se tão contrário a si é o mesmo Amor?

     

Luis de Camões

    

 

 



Março 21 2007

          

                                

               

 


 

emgestaocorrente às 19:00

Março 21 2007

           

      O Diário Económico de hoje, com este título, noticia que o investimento público em 2006 decresceu 155 em relação ao ano interior.

      Descontando o efeito inflação, este corte no investimento público só é comparável aos ocorridos em 1983 e 1984, período de crise económica e de grande instabilidade politica.

      Recorde-se que essa crise originou as condições favoráveis à 1ª vitória eleitoral de Cavaco Silva, à frente do PSD, em 1985.

      Em 2006, o investimento público foi de 3.558 M de € (4.183 em 2005) ou seja 2,3% do PIB português, o valor mais baixo em 30 anos e, pela 1ª vez, inferior à média da UE.

      Mesmo assim, o governo insiste nas megalomanias das Otas e dos TGVs.

     

 


emgestaocorrente às 18:36

mais sobre mim
Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
16

23
24

25
28
29
30
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO