Em gestão corrente ...como o País...

Fevereiro 05 2013

   Desde sempre se falava, em surdina, que o BPN era um caso estranho no panorama bancário português.

   Falava-se em tráfico de influências, em lavagem de dinheiro, em plataforma para para paraísos fiscais.

   Já perto do fim do socratismo o escândalo rebentou.

   As fraudes e vigarices despontavam perante a opinião pública e pareciam o ribombar de uma trovoada assustadora.

   José Sócrates, causando espanto geral e invocando uma treta pífia de risco sistémico, apressou-se a nacionalizar o banco falido e a assumir todo o seu lixo tóxico, deixando nas mãos dos vigaristas as partes lucrativas.

   Desde logo José Sócrates assumiu que nós, contribuintes, pagaríamos muitas centenas de milhões de € para evitar a falência do banco, ao arrepio do que aconteceu com outros bancos, noutros países.

   Afinal, as centenas de milhões de € previstos transformaram-se numa verba astronómica de muitos milhares de milhões (7 a 8) e a trovoada transformou-se num inimaginável tsunami que já nos custou o corte dos subsídios de Natal e de férias e um aumento brutal de impostos.

   Se isto já era um escândalo, este aumentou com a "privatização" angolana do banco, já no governo de PPCoelho, por uma verba irrisória e assumindo o Estado os prejuízos de todo o lixo tóxico.

   Entretanto, o inefável Vitor Constâncio, governador do Banco de Portugal, entidade reguladora e fiscalizadora do sistema bancário, dormia o sono dos justos, simulando que não sabia de nada, mesmo após a comunicação social ter publicado abundante documentação sobre a maior vigarice ocorrida na história do nosso país. Repousa, agora, com ordenado milionário, na Vice-Presidência do Banco Europeu.

   Os maiores e mais directos vigaristas ou estão em casa em "prisão domiciliária" ou passam férias em hotéis de luxo no Brasil na companhia do "Dr." Relvas e outros figurões deste governo.

   Entre os vigaristas menores há um que declarou na Comissão Parlamentar de Inquérito que sabia das vigarices mas não as denunciou para não ter chatices. Repousa, agora, numa obscura Secretaria de Estado, daquelas com nomes que não lembram ao diabo, e que pertence ao super-Ministério do "Álvaro" dos pasteis de nata.

   Será que o meu coração aguenta ainda mais?

   -Ai aguenta, aguenta, como diz o outro.

   Até porque o "Dr." Relvas não se demite (isso é que era bom!), o Prof. Cavaco reformou-se e foi para a Coelha dormir e, se houvesse eleições quem as ganhava era o inefável Tozé mais o seu cabelo à Rui Santos, o que não augurava coisa melhor

   Valha-nos Deus!


 

emgestaocorrente às 19:48

Fevereiro 05 2013

   Já embandeirá-mos em arco com a versão Palhaço Rico do "Engº" Sócrates.

   Sofremos no bolso e na pele a versão do Palhaço Pobre do "Dr." Relvas.

   Que mais nos irá acontecer?


 

emgestaocorrente às 15:15

Setembro 15 2012

   VEJO POR AÍ MUITOS BEATOS QUE INCENSARAM FREI ANTÓNIO GUTERRES E MUITOS FIEIS SÚBDITOS DO IMPERADOR JOSÉ SÓCRATES A MOSTRAREM A SUA INDIGNAÇÃO PELAS MEDIDAS DE AUSTERIDADE E PELAS IMPOSIÇÕES DA TROIKA.
   ESQUECEM-SE QUE FOI O DESPESISMO ACÉFALO E O LAXISMO ECONÓMICO E SOCIAL DE FREI GUTERRES E OS INCENTIVOS IGNÓBEIS AO ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS DO SEU ACÓLITO E MUI BEATO JARDIM GONÇALVES QUE ABRIRAM O CAMINHO A ESTA SITUAÇÃO.
   ESQUECEM-SE AINDA QUE FORAM OS GOVERNOS IMPERIAIS DE SÓCRATES QUE DERAM A MACHADADA FINAL NA ECONOMIA DO PAÍS COM A MULTIPLICAÇÃO DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS E A REVISÃO DAS CONDIÇÕES DAS PREVIAMENTE EXISTENTES EM CONDIÇÕES SUMAMENTE GRAVOSAS PARA O ERÁRIO PÚBLICO, EMPENHANDO O FUTURO DE VÁRIAS GERAÇÕES.
   ESQUECEM-SE QUE NAS VÉSPERAS DA DECLARAÇÃO DE BANCARROTA DO PAÍS E DO APELO À AJUDA INTERNACIONAL AINDA SÓCRATES, INDIFERENTE, LANÇAVA CONCURSOS DE 800 MILHÕES DE € PARA UM TROÇO DO TGV QUE COMEÇAVA EM SÍTIO NENHUM PARA ACABAR EM NENHUM SÍTIO!
   TAMBÉM CAVACO SILVA ELOGIOU O IMPERADOR JOSÉ S., LIMITANDO-SE A UMAS FRASES ALEGÓRICAS E INDECIFRÁVEIS SOBRE A SITUAÇÃO ECONÓMICA DO PAÍS ATÉ CONSEGUIR SER REELEITO.
   É CERTO QUE PPCOELHO PARECE UM COLECCIONADOR DE METAS FRUSTRADAS E QUE SE LIMITA A GERIR A BANCARROTA AUMENTANDO AS RECEITAS POR VIA DOS IMPOSTOS NÃO SE ATREVENDO A ENFRENTAR O LOBY DAS ALIANÇAS BANCO-CONSTRUTORAS E EMPRESAS MONOPOLISTAS PÚBLICAS QUE SÃO PRIVADAS E PRIVADAS QUE SÃO PÚBLICAS, NINGUÉM SABE BEM!
   QUE PPCOELHO NÃO VAI LÁ CHEGAR PARECE PONTO ASSENTE, MAS HAJA VERGONHA E QUE OS BEATOS E FIEIS SERVOS DE QUEM CAVOU A SEPULTURA DA ECONOMIA NACIONAL NÃO SE ARMEM, AGORA, EM SERVIDORES DO POVO!
   QUE DEUS (SE EXISTIR) TENHA PIEDADE DE NÓS!

 


 


Janeiro 23 2012
   Enquanto tomava a bica, a TV Sport do café transmitia um jogo entre o Sporting e o Olhanense.
   Pareceu-me que os únicos portugueses eram o árbitro e os treinadores; os jogadores, se não estou em erro, eram todos africanos e sul-americanos.
   Quanto à qualidade do jogo pareceu-me igual à dos jogos da Distrital da Guarda que eu via, em jovem e por desfastio, aos domingos à tarde, em Fornos de Algodres.
   Bendito País: do futebol aos discursos do patusco da Madeira e do César dos condores e aos lamentos presidenciais parece-me tudo água do mesmo moinho!
   Haja Deus!

emgestaocorrente às 20:41

Outubro 31 2011

 

   O Álvaro, um evidente erro de casting de PPCoelho (quem lho terá impigido?), consegue o impensável: o ódio dos sindicatos e o ar de enfado e de comiseração dos patrões, género "há coisa muito mais importantes a fazer"!
   De onde se conclui que um ignoto professor de uma longínqua universidade serve para mandar uns bitaites como comentador na TV, quando está de férias, mas daí até ministro vai uma distância considerável!
   Melhor seria calá-lo até à primeira remodelação!

 


emgestaocorrente às 20:20

Outubro 31 2011

 

   Já tivémos o Manel (Pinho); temos agora o Álvaro.

   Será sina do nosso País aguentar ministros destes?!

   


emgestaocorrente às 17:10

Outubro 05 2011

Bahrein:

   Pequeno reino árabe cheio de petróleo e governado com mão de ferro pela família Al-Khalifa.

   Apesar de não constarem grandes bolsas de miséria, falta uma coisa essencial: liberdade.

   Talvez animados pelas recentes manifestações e revoltas em diversos países árabes, os opositores do regime vieram para a rua reivindicar liberdade e democracia.

   Muitos foram presos e condenados a pesadas penas de prisão que atingiram os 15 anos!

   Mas o pior estava para vir: 20 médicos e enfermeiros que trataram, no seu hospital, os feridos resultantes da repressão nas ruas foram julgados e condenados a penas que, para 5 deles, também atingiram os 15 anos!

   Durissimas penas de prisão para quem cumpriu a sua missão humanitária que é tratar  quem está doente!

   E onde é que está a indignação do nosso mundo ocidental, democrático e civilizado  perante tal monstruosidade?

   Em Portugal não se ouviu uma única voz, salvo um editorial do Público.

   Por onde andam os Sindicatos e as Ordens de médicos e de enfermeiros?

   E os partidos democráticos, de direita e de esquerda?

   E as associações e ligas de defesa de tudo e de mais alguma coisa?

   E já agora: que barulho não faria Frei Louçã se, em Portugal, um policia desse uma cacetada num bandido apanhado em flagrante?

   


emgestaocorrente às 14:49

Outubro 02 2011

   Anda por aí uma personagem patusca que fala uma língua indecifrável, entre o inglês, o português e o libio que se intitula empresário e a quem os jornalistas gostam de tratar por Sr. Comendador.

   Sabe-se que saíu aind jovem da Madeira e voltou já careca, dizem que com uma grande fortuna e analfabeto como foi.

   A origem da fortuna é obscura e ele lá saberá como a conseguiu!

   A sua mitíca fortuna foi investida em acções bolsistas especulativas e na compra de uma notável colecção de arte.

   De actividades empresariais nada se lhe conhece; apensa entra no capital de algumas empresas que depois tenta canibalizar.

   Em 2006 faz um negócio com o amigo Sócrates em que este lhe cede, gratuitamente, todo o espaço expositivo do Centro Cultural de Belém (esse mamarracho "cavaquista" como a esquerda bem falante e caviar gostava de chamar mas que agora não perde ocasião para lá aparecer e se deixar filmar e fotografar!).

   Diz-se que, na altura, a Ministra da Cultura, o Director do CCB e o próprio Presidente da República se oposuram, mas acabaram por se vergar à sociedade Sócrates/Joe Berardo.

   Sócrates não se limitou a dar as instalações; pôs o nosso dinheiro a pagar, também, as despesas de funcionamento da Fundação Berardo e atribuíu, anualmente uma grande maquia para aquisição de novas obras que ficam propriedade do comendador em vez de reverterem para quem as paga: o contribuinte.

   O ganancioso "empresário"/comendador às tantas meteu-se nas guerras de poder internas do Milenium/BCP; para isso fez um avultado empréstimo junto da Caixa Geral de Depósitos (banco do Estado, pasme-se!!!) e deu a sua colecção como garantia.

   Só que os negócios especulativos correram mal, o PS tomou conta do Milenium e as suas acções têm vindo a desvalorizar-se assustadoramente no mercado bolsista.

   O "empresário"/comendador está falido e em divida para com a CGD (banco do Estado, recorde-se!) e o nosso dinheiro anda a comprar obras de arte para abonar a divida do personagem!

   Se isto não é um país de treta e de vigaristas, o que é então?

   Valha-nos Deus (se ainda fôr a tempo!)


  



Outubro 02 2011

   Há pouco ouvi, na TV, o António José Seguro, com aquele ar de bom rapaz, como quem anda ali por acaso, de dedo em riste a gritar que "não se pode passar uma esponja pelo passado e que se tem que pedir responsabilidades políticas aos governantes".

   Exultei: finalmente estou de acordo com AJS!

   O homem, finalmente, vai fazer um acto de contrição sobre a governação socrática!

   Para os mais distraídos: JSócrates governou durante os últimos 6 anos e meio. Durante o seu consulado, AJS, com ar de menino do côro da Igreja da Misericórdia de Penamacor, percorria as secções do PS preparando a era post-Sócrates, enquanto em off, ia dizendo que era oposição ao Sócrates, incapaz de uma palavra pública de critica, ao contrário do ex-ministro Luís Amado.

   Pois bem: a esponja sobre o passado referia-se a PPassos Coelho que governa há 3 meses!

   Valha-nos Deus!

   Ele há cada cromo!

   


  


Outubro 01 2011

 

   Nos outros países as fundações são criadas para distribuir serviços ou bens à população ou a sectores populacionais com a herança, parte da herança ou da fortuna de gente endinheirada que pretende deixar uma marca para o futuro ou humanizar a sua imagem.

   Em Portugal, muitas fundam-se para sacar dinheiro ao estado, ou seja aos contribuintes, com a prestimosa e amável colaboração dos governos.

   A Fundação Mário Soares beneficia de instalações públicas, reconstruídas com dinheiros públicos.

   A Câmara Municipal de Lisboa subsidia essa Fundação com 50 mil € anuais.

   A Câmara está sobrendividada e à beira da falência técnica.

   O país está sobrendividado e à beira da falência técnica.

   A Câmara de Lisboa pretende aumentar em mais 15 mil € o subsídio à Fundação Mário Soares, este ano, em plena crise!

   Assim vai a crise no nosso País!

  



Setembro 04 2011

  

 

 

A reveler throws tomato pulp during the annual Tomatina tomato fight fiesta in the village of Bunol, near Valencia, Spain, Aug. 31. Bunol's town hall estimated more than 40,000 people, some from as far away as Japan and Australia, took up arms Wednesday and pelted each other with 120 tons of ripe tomatoes in the yearly food fight known as the Tomatina now in its 66th year. (Associated Press/Alberto Saiz) #


emgestaocorrente às 14:05

Maio 22 2011

 

   O PS e José Sócrates resolveram fazer um comício na Praça do Giraldo, em Évora.

   Não se prevendo assistência que componha o recinto, alugam-se camionetas em Lisboa, enchem-se com africanos, paquistaneses e outros personagens exóticos, distribui-se 1 saco de farnel a cada um e oferece-se um passeio até Évora!

   Entrevistados pela TV, não fazem a mínima ideia do que estão ali a fazer.

   Reportagem vista agora mesmo na SIC Notícias!

   Vale tudo!

   É fartar vilanagem!

 



Maio 21 2011

   A "esquerda" (PCP,BE e PS em versão socrática pré-eleitoral) tem vindo a colocar o "Estado Social" como linha divisória entre a esquerda e a direita e como bandeira eleitoral contra uma "direita" (PSD e CDS) que estaria desejosa de o destruir.

   Acontece que quem criou o "Estado  Social" em Portugal foi a direita ditatorial e ultramontana.

   Com efeito, foi Salazar que criou as Caixas de Previdência, as Casas do Povo e o Fundo de Desemprego e, mais tarde, foi Marcelo Caetano que desenvolveu e deu grande expressão a este sistema de protecção e apoio social.

   Ainda hoje o Ministério (do Trabalho e) da Solidariedade Social funciona a partir de toda essa estrutura criada por Salazar.

   Se alguém em Portugal se pode intitular como criador e defensor do "Estado Social" foi precisamente a "direita".

   Ironias da História!

   



Fevereiro 28 2011

 

  O carnaval numa velha, desertificada e envelhecida vila do Norte Alentejano faz-se espontânemente, pelas pesoas que voluntáriamente se juntam para o celebrar.

  Não há estrelas da TV, não há fios dentais (apesar do sol está vento fresco) nem sambas.

  Percorrem-se as ruas, em cortejo, parando aqui e acolá para cantar e dançar

  Os trajes, neste Domingo Magro, são os antigos, dos trabalhos rurais.

  Ora vejam como é o carnaval em Alpalhão:

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


emgestaocorrente às 22:57

Fevereiro 11 2011

   O PAÍS, DIZEM, ESTÁ EM CRISE.
   OS ORDENADOS BAIXAM, AS REFORMAS SÃO DIMINUÍDAS, OS BENEFÍCIOS SOCIAIS SÃO RETIRADOS, OS PREÇOS DOS PRODUTOS PETROLÍFEROS SOBEM DIARIAMENTE E SÃO DOS MAIS CAROS DO MUNDO.
   CRISE? TRETAS:
A GALP AUMENTOU OS LUCROS EM MAIS DE 40%!!!
...E BIBA O XOXIALISMO!


emgestaocorrente às 22:30

Fevereiro 11 2011


   O PAÍS, DIZEM, ESTÁ EM CRISE.
   OS ORDENADOS BAIXAM, AS REFORMAS SÃO DIMINUÍDAS, OS BENEFÍCIOS SOCIAIS SÃO RETIRADOS, OS JUROS DOS EMPRÉSTIMOS BANCÁRIOS NÃO PARAM DE SUBIR.
   CRISE? TRETAS:
OS BANCOS, COM OS MESMOS LUCROS, PAGARAM MUITO MENOS IMPOSTOS!!!
...E BIBA O XOXIALISMO!!!


emgestaocorrente às 22:10

Fevereiro 11 2011

    VALPAÇOS É UM CONCELHO DE 20 MIL HABITANTES NA REGIÃO MAIS ENVEHECIDA, MAIS POBRE E MENOS DESENVOLVIDA DA EUROPA OCIDENTAL.

   TINHA UM HOSPITAL, DA MISERICÓRDIA, QUE MELHOR OU PIOR, IA RESOLVENDO OS PROBLEMAS CORRENTES DE SAÚDE DA POPULAÇÃO.

   POR DESENTENDIMENTOS ENTRE O MINISTÉRIO (MAS AINDA HÁ MINISTÉRIO DA SAÚDE EM PORTUGAL?) E A MISERICÓRDIA LOCAL, O HOSPITAL FECHOU HÁ MAIS DE UM MÊS, NÃO PAGANDO AOS TRABALHADORES.

   HOJE, OS TRABALHADORES E A POPULAÇÃO REVOLTARAM-SE E TENTARAM OCUPAR E REABRIR O HOSPITAL, HAVENDO CONFRONTOS FÍSICOS COM A GNR.

   É PREVÍSIVEL A GENERALIZAÇÃO DE REVOLTAS POPULARES ESPONTÂNEAS,  COMO ESTA, BEM COMO O AUMENTO DA SUA VIOLÊNCIA, À MEDIDA QUE O "ENG.º" DESENVOLVER O SEU "ESTADO SOCIAL".

 

 

 


emgestaocorrente às 21:41

Dezembro 08 2010

    

   Acabei de ouvir Rui Pereira, de certo uma excelente pessoa, mas um cromo como ministro, afirmar, em Tomar, que ia falar com o Ministro da Economia.
   Mas vossas mercês sabiam que o governo tinha um Ministro da Economia?
   Ou sou mesmo muito loira ou nunca dei por tal personagem...!!!



Dezembro 05 2010

 

   O governo decretou uma redução de ordenados, para o próximo ano, para uma parte substancial dos funcionários públicos.

   Carlos César, governador dos Açores, já declarou públicamente que não vai cumprir essa determinação nas terras so seu domínio.

   O Presidente da República veio a público declarar que essa decisão era injusta pela desigualdade que criava entre funcionários do continente e açorianos e, provavelmente anticonstitucional.

   O Primeiro Ministro, com o ar empertigado de sempre, assegurou que as determinações do governo eram para cumprir mas os Açores são uma região autónoma e nem lhe passava pela cabeça (se é que a tem) imiscuir-se na vida interna açoriana...!!!

   O Ministério das Finanças, com a mesma certeza com que afirma há 6 anos que os impostos não vão subir e que o PIB vai aumentar,

assegura a sua certeza de que a lei é para cumprir em todo o País.

   O poeta Alegre, candidato presidencial, considera um disparate o que o Presidente afirmou, cala-se sobre o que Sócrates e Teixeira dos Santos disseram (essencialmente o mesmo que Cavaco) e acha muito bem que haja 2 pesos e 2 medidas para a mesma situação!

 

   PS: Carlos César foi  o primeiro apoiante do poeta Alegre nesta sua candidatura e, consta, seu grande financiador!

           Coincidências...!!!

 



Outubro 25 2010

   Já leu o post anterior?

   Então, saiba mais:

   Vasco Gueifão foi fundador da F9 Consulting.

   Pois este indíviduo foi nomeado assessor daquela Secretaria de Estado (SE) em 2006, mantendo funções, simultaneamente, naquela empresa!

   E a quem é que a SE encomendou os estudos de introdução de portagens nas SCUTs?

   À F9 Consulting, evidentemente!

 

   Branco é, galinha o pôs!!!


emgestaocorrente às 21:27

mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO