Em gestão corrente ...como o País...

Março 07 2009

 

  

    

 Uma tarde de sol e calor,

uns banquinhos alentejanos,

uma manta dependurada a sevir de toldo

e aí estão as minhas vizinhas

a dar asas à imaginação

com linhas e agulhas.

Isto é vida saudável,

isto é a vida como ela é!

(ou devia ser!)

  


 


Fevereiro 08 2009

    

  De "Corte na aldeia", a vida como ela é:

Pelo mistério

 



Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Arnaldo Jabor

    


 

emgestaocorrente às 11:40

Janeiro 23 2009

     

   Do diariamente indispensável "Corte na aldeia":

Coisas efémeras que nunca acabam

 

















Quels doux supplices
Quelles délices,
De brusler dans les flammes
De la beauté des Dammes.

Antoine Boesset
 pindaro
# posted by cortenaaldeia @ 1/23/2009

 


 

emgestaocorrente às 15:05

Janeiro 19 2009

    

   Do indispensável "Corte na aldeia":

   

Amor sobre amor



 

 


 


 


 


 

Questão é curiosa nesta Filosofia, qual seja mais precioso e de maiores quilates: se o primeiro amor, ou o segundo? Ao primeiro ninguém pode negar que é o primogénito do coração, o morgado dos afectos, a flor do desejo, e as primícias da vontade. Contudo, eu reconheço grandes vantagens no amor segundo. O primeiro é bisonho, o segundo é experimentado; o primeiro é aprendiz, o segundo é mestre: o primeiro pode ser ímpeto, o segundo não pode ser senão amor. Enfim, o segundo amor, porque é segundo, é confirmação e ratificação do primeiro, e por isso não simples amor, senão duplicado, e amor sobre amor. É verdade que o primeiro amor é o primogénito do coração; porém a vontade sempre livre não tem os seus bens vinculados. Seja o primeiro, mas não por isso o maior.

Padre António Vieira
emgestaocorrente às 16:50

Janeiro 15 2009

    

   Outros dois bons momentos do "Corte na aldeia":    

Recomendações

 








C'est très joli d'être innocent ; il ne faut pas en abuser. 


 Marcel Pagnol

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Suavidades






Mantem os olhos bem abertos antes do casamento e meio fechados depois.
 
 
Benjamin  Franklim
                                                                                    

 

emgestaocorrente às 16:29

Janeiro 15 2009

     

   Do diáriamente indispensável "Corte na aldeia", dois grandes momentos:  

A construção do efémero

 


É melhor não fazermos muitos planos para a vida para não baralharmos os planos que a vida tenha para nós

agostinho da silva

 

    

     

 

Princípio e fim

 



Andamos e não chegamos. O andar é tudo, princípio e fim.

Teixeira de Pascoaes

     


 

emgestaocorrente às 16:17

mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO