Em gestão corrente ...como o País...

Janeiro 28 2007

 


 

      Em Portugal há 15.000 (cerca de 1,5% da população!) crianças institucionalizadas (isto é: órfãs, abandonadas, retiradas à família por maus tratos, etc.).

      Já sabíamos que o Estado era incapaz de tomar conta delas (Casa Pia).

      Também já sabíamos que os padres não eram melhores (Casa do Gaiato).

      Agora ficamos a saber que as freiras são iguais.  É arrepiante o que os jornais contam sobre o que se tem passado na Casa do Sagrado Coração de Jesus, em Évora: maus tratos às miúdas por parte das freiras, abusos sexuais por parte do motorista da casa!

     Se o Estado é incompetente e a Igreja pratica o contrário do que ensina, em quem  vamos confiar?

      PS: Todas as afirmações generalizantes são injustas para aqueles que, nas instituições oficiais ou nas religiosas, cumprem as suas obrigações e dão o seu melhor em prol das crianças. O problema é que o escândalo do que tem vindo a lume é tão grave que há a tendência para a nuvem (negra!) esconder o sol. Apesar de tudo quero acreditar que, na realidade, o sol é maior que a nuvem!

 

emgestaocorrente às 15:04

mais sobre mim
Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

26
27

31


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO