Em gestão corrente ...como o País...

Novembro 12 2007

    

XXXII

  

Não há como a sedutora

para transformar o desejo

num desfiladeiro por onde se rola,

com os olhos postos no Sol.

  

XXXVI

 

Não nos factos que narra,

antes nas inflexões

com que os vai sugerindo,

é que a sedutora coloca

toda a sua sedução.

 

XL

 

Impossível conceber a sedutora

sem um longo pescoço flexível, de sedutora.

    

  

David Mourão-Ferreira, in

"Jogo de Espelhos", Ed. Presença, 2º ed. 2001 (1ª: 1993)

 


 

emgestaocorrente às 19:23

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16
17

21
23
24

26
27
30


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO