Em gestão corrente ...como o País...

Novembro 05 2007

    

   Antes de Luís Filipe Menezes ganhar as directas no PSD, enquanto as sondagens mostravam o PSD no fundo e o PS firme com a maioria absoluta, sucederam-se os casos escandalosos de funcionários públicos doentes, por vezes em estado terminal, e que recebiam ordem das juntas  da Caixa Nacional de Pensões (tutelada pelo Ministério das Finanças) para se apresentarem ao trabalho.

   Agora o PSD sobe nas sondagens, José Sócrates e o PS descem, a vitória nas próximas legislativas já não está assegurada, e perante mais um escândalo referente a uma funcionária de uma Junta de Freguesia de Ponte de Lima que foi mandada trabalhar sem estar em condições, aparece o Ministro Teixeira dos Santos, em conferência de imprensa, a carpir lágrimas de crocodilo e, em directo, pelos órgãos de comunicação social, dar uma ordem (ilegal!) para a funcionária voltar a entrar de baixa...

   Mas antes de Luís Filipe Menezes, antes da mega manifestação de 200.000 pessoas da Intersindical , onde estavam os piedosos sentimentos do Sr. Ministro?

   Porque é que antes, e perante casos bem mais graves, o Sr. Ministro nem sequer se dava ao trabalho de aparecer aos jornalistas?

   E as juntas não deliberam segundo as regras impostas pela tutela?

   E as regras não devem ser gerais e aplicáveis por igual a todos os cidadãos?

   Porquê, então, esta excepção comunicada em directo pela comunicação social ?

   A resposta só pode ser uma: a manifestação da Inter e o PSD de Luís Filipe Menezes já metem medo ao Sr. "Eng.º" da Independente e aos seus comparsas!

    


 


mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16
17

21
23
24

26
27
30


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO