Em gestão corrente ...como o País...

Janeiro 23 2007

 

 

 

Para um amigo tenho sempre um relógio

esquecido em qualquer fundo de algibeira.

Mas esse relógio não marca o tempo inútil.

São restos de tabaco e de ternura rápida.

É um arco-iris de sombra, quente e trémulo.

É um copo de vinho com o meu sangue e o sol.

 

António Ramos Rosa

in "viagem através de uma nebulosa", 1960

 


 

emgestaocorrente às 12:47

mais sobre mim
Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

26
27

31


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO