Em gestão corrente ...como o País...

Novembro 21 2009

 

   Aquilino Ribeiro: um grande escritor português do Século XX em vias de esquecimento pela voragem da espuma dos dias.

   "O Malhadinhas", uma das suas novelas de referência, começa assim:

          

   "Quando comecei a pôr vulto no mundo, meus fidalgos, era a porca da vida outra droga. Todas as semanas contavam dias de guarda e, por cada dia de guarda, armava-se o saricoté nos terreiros. Não andaria Nosso Senhor de terra em terra - eu cá nunca me avistei com ele - mas a verdade é que a neve vinha, com os Santos e as cerejas quando largam do ovo os perdigotos. Bebia-se o briol por canadões de pau até que bonda. Um homem mesmo com os dia cheios tinha pena de morrer."

    

   Quem resiste a ler (ou a reler) uma novela que começa desta maneira?

 


 

emgestaocorrente às 18:29

mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO