Em gestão corrente ...como o País...

Fevereiro 05 2009

  

Na margem de um rio

 

    

   São assim os amigos, frágeis, como dunas.

   Altas labaredas os consomem

   e dizem nomes, recados de amor.

    

   Nada os habita quando damos as mãos,

   os rostos recortados no frio azul

   para reparar o que nos une e o que nos afasta.

    

   São assim os amigos, vêm

   com uma ferida móvel entre os dedos

   juto de mim. Perdidos eu os encontro,

   aos amigos,ao que por ser frágil perdura

   como uma claridade um nome branco.

   

Francisco José Viegas, in

"Metade da VIda", Ed. Quasi, Lisboa, 2002.

    


 

emgestaocorrente às 16:19

mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
18
20
21

22
24
25
26
27
28


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO