Em gestão corrente ...como o País...

Fevereiro 02 2009

     

  Meia dúzia de titulos tirados ao acaso, na comunicação social de hoje, dão-nos bem  ideia do estado a que o nosso país chegou após os últimos 13 anos de desgoverno (dos quais 10 foram do PS).

  Universidades que encerram, intermitentemente, para poupar dinheiro; delinquentes já aos 10 anos; clientes que pedem preços e saldos às prostitutas (até esta "actividade" está em crise!); assaltos à mão armada por todo o país e constantemente; mulheres a conduzir quase em coma alcoólico; milhares de desempregados (500.000?) e milhares de "ainda" empregados, mas que não recebem salários; reuniões de emergência para fazer face à subida constante dos assaltos a casas; "doutoramentos" (!!!) comprados  na net (atenção "Eng.º" Sócrates, já pode comprar um doutoramento para juntar à sua "licenciatura" dominical!) e, finalmente, mais violência mais violência!!!

   Ora tomem e orgulhem-se do nosso país!

 

crise financeira 

Para poupar Universidade do Minho encerrou duas semanas

<input ... >Hoje às 11:31

A reitoria da Universidade do Minho encerrou durante 15 dias, nas semanas do Natal e do Ano Novo, mantendo a funcionar apenas os serviços imprescindíveis. O pró-reitor, João Monteiro, afirma que a poupança foi significativa, mas sublinha que não é um bom sinal.

 

("TSF" de hoje)

 

 

Faro: Professora agredida à dentada por aluno de 10 anos


Um aluno, com 10 anos, do 5º ano de uma escola em Faro agrediu à dentada uma professora, um caso que envolveu a polícia e do qual a docente pretende apresentar queixa nos próximos dias, disse a própria à Lusa.

 

("Diário Digital" de hoje)

 

 

 

02 Fevereiro 2009 - 00h30
Prostituição: Custos elevados em casas levam mulheres para a rua

Clientes querem sexo mais barato

É uma actividade como tantas outras e está igualmente a sofrer com a crise financeira. As dificuldades no negócio do sexo no Algarve estão a levar dezenas de prostitutas para as estradas, com destaque para a EN125 – a principal via da região turística – onde cerca de 20 mulheres estão a oferecer serviços sexuais.
 

Os números, ao que o CM conseguiu apurar, são bastante reveladores e apontam para a quase duplicação das mulheres a escolherem as estradas para ganhar a vida a vender o corpo. A razão é simples: "Os clientes querem sexo cada vez mais barato e trabalharem em apartamentos começa a custar muito dinheiro", justificou Daniela ao CM, uma estrangeira ligada ao negócio do sexo em apartamentos da região.

Segundo dados apurados pelo nosso jornal através do MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida –, há neste momento nas ruas da região cerca de 150 mulheres a prostituir-se. Portimão, Quarteira, Olhão e, recentemente, ao longo da EN125 são as zonas preferidas para o negócio. Em 2007 o número não chegava a 80 mulheres, o que significa que quase duplicou durante o ano de 2008.

("Correio da Manhã" de hoje

 

 

02 Fevereiro 2009 - 00h30
Há cerca de uma semana, o mesmo posto de abastecimento de combustíveis tinha sido roubado por dupla de encapuzados

Assalto armado a bombas

As bombas da Petro-Reiros em Vandoma, Paredes, foram anteontem assaltadas por uma dupla de encapuzados armados de pistolas cerca de uma semana depois do último assalto. Aquela estação de serviço já foi alvo de três roubos em pouco mais de um mês.

 

("Correio da Manhã" de hoje)

 

 

02 Fevereiro 2009 - 00h30
Detida pela GNR em Canelas, Vila Nova de GaiaCondutora apanhada com 3,35 g/l de álcool

 

Uma mulher de 42 anos foi apanhada na madrugada de ontem pela GNR a conduzir com 3,35 g/l de álcool no sangue, quando circulava na freguesia de Lagarteira, Canelas, Vila Nova de Gaia.

 

("Correio da Manhã" de hoje)

 

Três mil trabalhadores com salários em atraso

   

 

Crise. Muitas empresas ainda não pagaram subsídio de Natal

Mais de três mil trabalhadores, empregados em 60 empresas de todo o País, tinham, em Janeiro, os seus salários em atraso, a maioria dos quais referentes ao mês de Dezembro e ao subsídio de Natal.

As empresas das indústrias química, metalúrgica, têxtil, vidreira, do calçado, corticeira, da construção civil e eléctricas estão no topo da lista das empresas em falta.
 
'Homejacking' provoca reunião de emergência


VALENTINA MARCELINO
 
Insegurança. O Gabinete Coordenador de Segurança esteve reunido de emergência para definir estratégias de combate aos assaltos violentos a residências. A reunião aconteceu na quinta-feira, após as forças de segurança reconhecerem que este crime aumentou, sobretudo no Grande Porto e Algarve
 
Teses de doutoramento à venda por 50 mil euros


CARLA AGUIAR
 
 
Ensino Superior. A massificação dos doutoramentos, que triplicaram em dez anos, abriu a porta ao negócio e à falsificação. Vendem-se teses por milhares de euros e alguns são plágios. Só pontualmente é que os professores dão conta de que se trata de cópias, facilitadas pelas bases de dados na Internet

("Diário de Notícias" de hoje)

 

 

Homem baleado

Assalto violento em Gaia

 

Três homens encapuzados e armados assaltaram esta segunda-feira o gerente do Intermarché de Avintes, Gaia, baleando o responsável e roubando cerca de 30 mil euros.

     


 


mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
18
20
21

22
24
25
26
27
28


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
blogs SAPO