Em gestão corrente ...como o País...

Março 21 2008
De Ariana Moleiro a 12 de Março de 2008 às 00:27
Veja-se como, após quase 200 anos, tudo está tão na mesma que mete dó!

As Farpas de Eça de Queirós (1871)

Aproxima-te um pouco de nós, e vê. O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os carácteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na honestidade dos homens públicos. Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O desprezo pelas ideias em cada dia. Vivemos todos ao acaso. Perfeita, absoluta indiferença de cima abaixo! Toda a vida espiritual, intelectual, parada. O tédio invadiu todas as almas. A mocidade arrasta-se envelhecida das mesas das secretárias para as mesas dos cafés. A ruína económica cresce, cresce, cresce. As quebras sucedem-se. O pequeno comércio definha. A indústria enfraquece. A sorte dos operários é lamentável. O salário diminui. A renda também diminui. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo. Neste salve-se quem puder a burguesia proprietária de casas explora o aluguer. A agiotagem explora o lucro. A ignorância pesa sobre o povo como uma fatalidade. O número das escolas só por si é dramático. O professor é um empregado de eleições. A população dos campos, vivendo em casebres ignóbeis, sustentando-se de sardinhas e de vinho, trabalhando para o imposto por meio de uma agricultura decadente, puxa uma vida miserável, sacudida pela penhora; a população ignorante, entorpecida, de toda a vitalidade humana conserva unicamente um egoísmo feroz e uma devoção automática. No entanto a intriga política alastra-se. O país vive numa sonolência enfastiada. Apenas a devoção insciente perturba o silêncio da opinião com padres-nossos maquinais. Não é uma existência, é uma expiação. A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências. Diz-se por toda a parte: o país está perdido! Ninguém se ilude. Diz-se nos conselhos de ministros e nas estalagens. E que se faz? Atesta-se, conversando e jogando o voltarete que de norte a sul, no Estado, na economia, no moral, o país está desorganizado

- e pede-se conhaque! Assim todas as consciências certificam a podridão; mas todos os temperamentos se dão bem na podridão!
                             

   A minha sobrinha Ariana, há dias, a propósito de um post que publiquei neste blogue enviou-me este texto de "As Farpas" de Eça de Queiroz, referente ao Prtugal de 1871.

   Surpreendentemente, o texto conserva uma total actualidade e se Eça de Queiroz ainda estivesse vivo, de certo não lhe mudaria uma virgula!

   Um beijo para a Ariana e os desejos de uma Boa Páscoa.

   PS: os beijos e os desejos de Boa Páscoa são extensivos às restantes meninas do Comercial da SIC ( e os desejos de melhoras dos pais).

    

 




Março 21 2008

                                  

    

E a propósito do Dia Mundial da Poesia

( via "E Deus Criou a Mulher")

uma figura que dava um bom poema

(fosse eu Nuno Júdice!)

mesmo que nunca tenha lido um poema.

      


emgestaocorrente às 14:23

Março 21 2008

                         

     

Não sou muito dado a fados,

mas esta voz, este rosto e este corpo

combinam bem com o Dia Mundial da Poesia.

        


 

emgestaocorrente às 14:14

Março 20 2008

                     

     

A propósito do post anterior,

ver este vídeo

             

emgestaocorrente às 23:46

Março 19 2008

     

  Com pompa e circunstância José Sócrates foi à Assembleia da República anunciar esta extraordinária medida: os idosos vão passar a pagar apenas metade das taxas moderadoras nos hospitais e centros de saúde.

   Esqueceu-se de dizer que 80% desses idosos sempre estiveram isentos dessas taxas!!!

  Os outros 20% vão pagar por igual, sejam banqueiros ou modestos funcionários aposentados! (socialismo oblige).

   O impacto desta medida, segundo Sócrates, é de 5 milhões de €/ano; o orçamento da saúde é superior a 2 mil milhões.

   Obrigado José Sócrates!

     


 

  

emgestaocorrente às 21:37

Março 19 2008

               

       

A semana passada veio a Lisboa apresentar o novo cd.

Fica aqui uma das canções mais emblemáticas

deste ruivo canadiano

   


 

emgestaocorrente às 21:31

Março 19 2008

19 Março 2008

diálogos blogosféricos


Se nos Jogos Olímpicos se incluísse a modalidade da luta pela liberdade e pelo direito à autodeterminação, este seria um atleta medalhado na próxima edição, em Pequim. Como não é, ele ficará a comer porrada comunista, daquela boa que aos operários e camponeses cai em cima do lombo para serem felizes, enquanto nós vibraremos com o salto à vara e a maratona. Porque desporto é desporto, política é política. E, por isso mesmo, é que os próximos Jogos são em Pequim pois na China uma coisa nunca se mistura com a outra. Lá, são os negócios quem mais ordena. João Tunes

            
vamos mazé tar caladinhos, nada de manifs e petições a incomodar os senhores, que os jogos olímpicos são já daqui a uns meses e gastou-se muito dinheirinho em patrocínios e direitos de transmissão.
Animal


Março 10 2008

                         

    

Os 4 de Liverpool na sua melhor fase

    


 

emgestaocorrente às 19:06

Março 05 2008

    

   Luís Filipe Meneses, em entrevista ao Jornal de Noticias, afirmou que o PS e o "Eng.º" Sócrates não merecem estar no governo nem à frente nas sondagens.

   Toda a gente de acordo!

   O mais espantoso é que o Dr. Meneses também afirmou que o PSD ainda (sublinho o "ainda", que em quase todas as citações tem sido escamoteado) não merece passar para o 1º lugar nas sondagens.

   Este é o drama do país!

    


 


Março 03 2008

   

   Do blogue A ver o mundo, rapinei este post que mostra como há gente para tudo e disposta a ser " a voz do dono". Exemplar! Tais pais, tais filhos!

   E já agora: lembram-se da guerra dos "ecologistas" aos eucaliptos? E já pensaram porque é que havendo cada vez mais eucaliptos em Portugal as Quercus todas que para aí andam se calaram e, de um momento para o outro, o problema deixou de existir?

   E lembram-se do tempo em que, meses a fio, os telejornais abriam com as imagens dos novos "mártires" da ecologia a amarrarem-se às máquinas de plantação dos eucaliptos, um pouco por todas as serras do país?

   Pois dêem-se ao trabalho de ver que tachos é que esses meninos hoje ocupam, que assessorias e sinecuras lhes pagam, a peso de ouro, os seus doutos estudos e conselhos e tentem descobrir que subsídios (e atribuídos por quem) recebem essas organizações "ecologistas".

   Dou-vos uma pista: comecem a vossa investigação pelas contas das fábricas de celulose...  

Segunda-feira, 3 de Março de 2008

post >

post -title>CONFAP e a sociedade civil

post -header-line-1>
post -body>

 

Para que serve a sociedade civil em Portugal? A resposta será sempre embaraçosa. Tomemos o exemplo da CONFAP (confederação de associação de pais) dirigida pelo sr . Albino Almeida. À partida dir-se-ia um bom exemplo de iniciativa da sociedade civil. Mas se olharmos para o seu orçamento descobrimos como tudo está inquinado. No ano de 2006, recebeu do Ministério da Educação mais de 150 mil euros e das quotizações dos seus associados, pasme-se, 1302 euros (cf. aqui). Não admira que apareça ao lado da ministra no conflito que opõe governo/professores. A CONFAP é apenas mais um exemplo, ainda por cima lamentável, da fragilidade e da artificialidade da “sociedade civil” portuguesa.

 

post -footer>

post -footer-line post -footer-line-1">post -author>Postado por JCM post -timestamp>em 17:39

   



Março 03 2008

    

   Foi anunciado esta tarde, pelas famílias das quase 6 dezenas de vitimas da ponte de Entre-os-Rios, a desistência dos processos de indemnização.

   A razão apresentada baseia-se na ausência de atribuição de responsabilidades pelo sucedido por parte da "Justiça" portuguesa.

   Com efeito, 7 anos após o trágico acontecimento, os Tribunais ainda não foram capazes de (ou não quiseram ) atribuir responsabilidades pelos anos de desleixo a que aquela ponte foi votada (como foi comprovado pela passagem de vídeos , na TV, de sucessivas inspecções que chamavam a atenção para o eminente perigo de derrocada da ponte).

  O representante das famílias enlutadas declarou que estas tinham perdido a confiança na Justiça portuguesa!

   Ora aqui está alguém que ou regressou há pouco do estrangeiro ou tem andado a dormir, sem dar conta do país em que vive!

   E já agora. há hospitais que também estão em perigo de derrocada a qualquer momento, a tutela sabe, mas mantém-se impávida e serena; há sempre a esperança de não acontecer nada enquanto estão no governo e se acontecer, têm a garantia que os tribunais adormecem sobre o assunto...

    


emgestaocorrente às 20:17

Março 03 2008

     

   Segundo a PSP, que nestas coisas contra o governo não é muito mãos largas, a manifestação promovida pelo PCP no pasado fim de semana, reuniu mais de 50 mil pessoas.

   É obra!

   Para um partido cada vez mais magro, resistindo à agonia em pequenas bolsas onde os idosos ainda mantêm laços afectivos com esse antigo ícone dos "amanhãs que cantam", é surpreendente a súbita e, de certo modo, inesperada capacidade de mobilização de dezenas de milhares para uma manifestação contra a politica do governo de José Sócrates.

   Quantas centenas de boys reuniria uma manifestação de apoio a este governo de maioria absoluta?

   Obrigado José Sócrates, o moribundo ressuscitou (terá dito Jerónimo de Sousa para os seus botões )!

      


emgestaocorrente às 19:40

Março 03 2008

  

  A RDP (propriedade do Estado) possui uma estação de rádio - a Antena 3 - que por ser do Estado e prestar um serviço público, não emite publicidade.

  A RDP (propriedade do Estado) possui uma estação de rádio - a Antena 2 - que por ser do Estado e prestar um serviço público, não emite publicidade.

  A RDP (propriedade do Estado) possui uma estação de rádio - a Antena 1 - que por ser do Estado e prestar um serviço público, não emite publicidade.

  A RTP (propriedade do Estado) possui um canal de televisão - a RTP2  - que por ser do Estado e prestar um serviço público, não emite publicidade.

  A RTP (propriedade do Estado) possui um canal de televisão - a RTP1  - que por ser do Estado, prestar um serviço público e ser subsidiada por milhões e milhões de €, emite tanta ou mais publicidade que os canais privados que vivem única e exclusivamente das receitas publicitárias!

    Isto faz algum sentido?

   Luís Filipe Meneses, líder do PSD, em entrevista na SIC Noticias, afirmou que se vencesse as eleições retiraria a publicidade da RTP 1.

   Caiu o Carmo e a Trindade sobre as suas declarações.

   O PCP e o Bloco de Esquerda enfureceram-se; pelos vistos ficaram posessos por a Coca-Cola e as outras empresas "capitalistas, monopolistas e imperialistas!" não poderem propagandearem os seus produtos na televisão do Estado!

    O PS disse as banalidades do costume com a arrogância do costume (copiada do Sr. "Eng.º").

    Os contribuintes continuarão a pagar a pesada factura da conpensação pelo "serviço público" e ainda terão de suportar os infindáveis blocos publicitários com que a RTP 1 os brinda a todo o momento.

   Nesta história, onde é que está a loura?

    

 


emgestaocorrente às 19:05

Março 03 2008

                 

Inúmeras garinas leitoras deste blog,

pelas mais diversas vias, fizeram-me chegar

o seu sentimento de estranheza

por o meu primo Bernardo

(esta estampa de figura que se mostra abaixo)

quase não aparecer na fotografias da festa dos 85 anos do meu bisavô.

    

            

      O que aconteceu

é que a festa foi em Pombal, na Quinta de Sant'ana

(que vivamente recomendo)

e, portanto,  o meu primo estava longe do seu clube de fãs .

Daí a nostalgia e o recolhimento contemplativo

que se documenta na foto de baixo!

     

          

Portanto não desesperem meninas.,

o "pão" continua bem e recomenda-se!

A benjamim da família

Madalena.

       


emgestaocorrente às 18:36

Março 02 2008

                                      

   

Hoje aconteceu-me uma coisa muito estranha:

os meus pais meteram-me dentro de um berço que balança

e que está na garagem;

aproveitei logo para adormecer

e nem dei conta de me terem

posto num pequeno carrinho com rodas.

         

    

Quando dei por mim estava rodeada

pelos meus pais, bisavô, avós, tios e primos maternos

(nem sequer faltava o João Maria e a sua inseparável bola).

      Pareciam estar muito contentes e até mandaram toda a gente

sorrir para uma desconhecida que estava à nossa frente!

               

         

Depois comeram, beberam, cantaram

e o meu bisavô até soprou para cima de um bolo com velas,

o que devia ser muito dificil

pois toda a gente bateu palmas!

   

 

   

Perguntei ao meu Pai o que se passava

mas não percebi nada do que me disse

      

 

       

e ele resolveu pregar uma seca à minha tia Ofélia e ao meu tio Vitor

(coitado o bigode, apesar de farfalhudo, até ia caindo)

sobre qualquer coisa que não percebi nada.

    

    

A minha mãe e a minha avó como são mulheres,

esperavam pacientemente pelo fim da explicação.

   

   

     

e o meu primo João Maria

(que nunca larga a bola)

desesperava por não ir para a rua jogar!

       

        

  

 Fui ao colo da minha avó

(já foi professora, talvez me explicasse aquela confusão)

mas fiquei na mesma!

             

   

Tentei que a minha prima Ariana me explicasse,

mas como é advogada,

falou muito, riu-se e fez-me rir,

mas fiquei na mesma!

    

    

Ainda tentei o meu tio André,

mas como é bancário,

falou-me da influência da administração Bush na economia mundial,

do choque petrolífero e da crise da bolsa

e tentou convencer-me a abrir conta no Barclays!

Abrenúncio!

     

   

Refugiei-me no colo do meu avô

(ainda não tinha tirado nenhuma fotografia com ele!)

o que fez com que os meus primos e a minha irmã

viessem logo a correr

para também ficarem no "boneco".

                

   

Entretanto, enquanto alguns se estendiam ao sol

e desfrutavam as vistas da esplanada da Quinta de Sant'ana,

             

  

o meu primo João Maria, com o seu estilo à Simão

e as fintas à Cristiano Ronaldo,

continuava a não largar a bola.

Meu Deus! Que mundo estranho!

     

   

Mais vale adormecer outra vez!

Passem bem.

Até amanhã.

   


emgestaocorrente às 21:11

Março 01 2008

               

    

Se for para a praia

leve esta canção

no seu Mp3

   


 

emgestaocorrente às 10:02
Tags: ,

Março 01 2008
90

                 

      

 

O sol brilha.

Uma leve neblina levanta-se do orvalho

que a noite deixou nos campos.

O dia promete.

Enquanto faz a barba, ouça a Mary Black

e saia para os campos

já!

(primeiro tome a bica numa esplanada de Castgelo de Vide)

   


 

emgestaocorrente às 09:44

Março 01 2008

                 

     

As noites ainda estão frias.

Acenda a lareira e uma luz de presença

e ouça estas cachopas do meu tempo...

(pode acompanhar com um Porto Vintage)

Boa noite...

   


 

emgestaocorrente às 09:40

mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


links
pesquisar
 
WEBOSCPE
Colocado a 1/10/2008
subscrever feeds
blogs SAPO